Pushkar e o lago sagrado

Chegámos à quatro dias a esta povoação, situada a cerca de 2.5 horas de comboio a oeste de Jaipur. Continuamos no estado do Rajastão, mas avançar por paisagens cada vez mais áridas e despovoadas, à medida que nos aproximamos do deserto do Thar. Estamos longe de uma paisagem de dunas mas o solo é predominantemente arenoso e a vegetação escassa, mesmo tendo em conta que estamos a caminhar para os meses mais quentes do ano.

A cidade é famosa pela sua feira anual de camelos, que atrai inúmeros visitantes, mas para a população hindu, este lugar é um dos mais sagrados, pois foi onde o deus Brahma, deixou cair uma das três pétalas da flor de lótus que usou para matar um demónio. Onde caíram essas pétalas nasceu um lago, sendo Pushkar o maior e o que atrai mais peregrinos.

Não é de espantar a importância dada a este local na mitologia hindu, pois o lago constitui um pequeno oásis numa zona extremamente árida rodeada por pequenas montanhas que nesta altura do ano apresentam pouca vegetação nesta altura do ano.

À volta do lago existem 52 ghats, cada um com o respectivo templo, que contribuem para o total de quinhentos templos existentes em Pushkar. Os ghats são escadarias que permitem o acesso dos crentes à água para aí se banharem nas águas sagradas e realizarem o puja que é um ritual realizado diariamente, pela manhã ou ao fim da tarde, tanto em templos como em casa, que consiste em cânticos e na entrega de oferendas, como flores, doces, coco ou outros frutos; isto é o que nos é dado a conhecer pelo que vamos observando, pois muito mais pormenores deve haver desta complexa religião que é o hinduísmo.

Foi de um destes ghats, o Gau Ghat, que foram lançadas ao lago as cinzas de Mahatma Gandhi e de Jawaharlal Nehru.

Apesar da habitual confusão das cidades indianas, mesmo as mais pequenas, resultante do número de pessoas e das persistentes e muitas das vezes desnecessárias buzinadelas, Pushkar mantem uma mística muito especial particularmente ao amanhecer e ao fim da tarde, onde junto aos ghats, se respira uma atmosfera mais calma e relaxante, onde se pode encontrar a atmosfera mística que muitos procuram na India.

Por aqui vêm-se grandes grupos de peregrinos muitos deles vindos de outras povoações do Rajastão distinguindo-se dos restantes hindus pela colorido intenso dos sharis das mulheres e pelos volumosos turbantes com que os homens cobrem a cabeça, formados por longos panos de cores vivas, enrolados em volta da cabeça, contrastando com a indumentária branca formada por umas calças em balão e por uma túnica.

Pushkar. Ghatas de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghatas de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghatas de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghatas de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghatas de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghatas de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghatas de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Ghats de acesso ao lago sagrado onde os crentes se banham e realizam o ritual do puja
Pushkar. Ghatas de acesso ao lago sagrado
Pushkar. O lago reflecte os templos iluminados, enquanto o céu se preenche de nuvens que trazem consigo a trovoada
Pushkar junto à rua principa
Pushkar junto à rua principal
Pushkar. Templos junto aos ghats de acesso ao lago sagrado
Pushkar. Templos junto aos ghats de acesso ao lago sagrado
Lago de Pushcar ao fim do dia de ano novo hindu, onde foram acendidas inumeras lamparinas ao longo do lago
Lago de Pushcar ao fim do dia de ano novo hindu, onde foram acendidas inumeras lamparinas ao longo do lago
Templo em Pushkar
Templo em Pushkar
Templo em Pushkar
Templo em Pushkar
Ao fim do dia, junto aos ghats do lago de Pushkar
Ao fim do dia, junto aos ghats do lago de Pushkar

One Response

  1. Catarina e Ismael, gosto imenso da vossa descrição dos locais por onde passam. É bom viajar assim com guias tão claros. Beijinhos e boa continuação de jornada. Take care. Kisses. Nani

Deixar uma resposta