Jaipur: Pink City

A viagem para Jaipur iniciou-se de manhã bem cedo, com o comboio a partir pelas 6h. Foi uma viagem calma que demorou mais meia hora dos que as 4.5 horas previstas, e que nos levou à maior cidade do estado do Rajastão, mas que está longe de ser uma das maiores da Índia, contando com menos de 4 milhões de habitantes.

Pelo caminho fomos passando por paisagens dominadas por planícies, onde a cultura de cereal compete com zonas de vegetação rasteiras e árvores quase despidas, e que gradualmente se foram tornado mais áridas, à medida que íamos aproximando de Jaipur. O estado do Rajastão, é famoso pelos inúmeros palácios e monumentos, mas também pelo seu clima extremamente quente, que chega a atingir os 38 graus. Nesta altura do ano, não está assim tão quente mas o ar é seco, muito semelhante ao clima do verão em Portugal.

Uma das coisas que mais contrasta com os nosso hábitos é o uso do espaço publico para urinar e defecar, mesmo em meios urbanos e durante o dia; este hábito restringe-se às classes mais pobres e às pessoas que vivem nas ruas, que são em elevado numero, em especial em Delhi. Muitas campanhas têm sido levadas a cabo pelo governo para contrariar este hábito mas com pouco sucesso. Segundo elementos que recolhi, 55% da população indiana defeca ao ar livre, o que representa uns 638 milhões de pessoas. Somente 30% da população tem saneamento básico, ao passo que o uso de telemóvel abrange mais de 60%. Este é um indicador dos contrastes que existem neste país.

Na parte antiga de Jaipur situa-se a chamada Pink City, que foi mandada construir no reinado de Jai Singh, por volta de 1700, que se encontra circundada por muralhas, e onde e domina o traçado ortogonal das ruas, e onde cada bairro está destinado a um determinado tipo de comércio ou de pequena industria, destacando-se os têxteis. O nome de Pink City, não corresponde em nada ao que a cidade é hoje; nem tão pouco corresponde à cor original com que foi construída que era o amarelo. O nome resultou da visita do príncipe Alberto em 1856, em que se decidiu pintar os edifícios e cor de rosa, que é a cor de boas vindas no Rajastão.

Este prato é tipico de Jaipur, Chola Bathaura, composto por um caril de grão e um pão frito em oleo bem quente. Tivemos um bonús de mais um pão, devido a conversa que tive com o cozinheiro sobre a minha tatuagem ;) Restaurante LMB
Este prato é tipico de Jaipur, Chola Bathaura, composto por um caril de grão e um pão frito em oleo bem quente. Tivemos um bonús de mais um pão, devido a conversa que tive com o cozinheiro sobre a minha tatuagem 😉 Restaurante LMB

DSC_7205

Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Pink City
Pink City
Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Hawa Mahal, Palacio dos Ventos
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Jantar Mantar, observatório astronómico
Jantar Mantar, observatório astronómico
Jantar Mantar, observatório astronómico
Jantar Mantar, observatório astronómico
Jantar Mantar, observatório astronómico
Jantar Mantar, observatório astronómico
Jantar Mantar, observatório astronómico
Jantar Mantar, observatório astronómico
Jantar Mantar, observatório astronómico
Jantar Mantar, observatório astronómico
Jantar Mantar, observatório astronómico
Jantar Mantar, observatório astronómico
Jantar Mantar, observatório astronómico
Jantar Mantar, observatório astronómico
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Comboio entre Delhi e Jaipur
Comboio entre Delhi e Jaipur
Comboio entre Delhi e Jaipur
Comboio entre Delhi e Jaipur

One Response

  1. Teresa Furtado

    Aquele prato típico em Jaipur pedia já um para mim, adorei o Palácio do Ventos , granda aventura amigos continuação de boa viagem, bjs…

Deixar uma resposta