Cappadocia

Na região envolvente à povoação de Goreme, concentram-se a maioria das atrações turísticas que tornam a Cappadocia famosa: as suas paisagens áridas, as rochas esculpidas pela erosão, as cidades subterrâneas, os castelos, mosteiros e igrejas construídos nas rochas e exemplos arquitectónicos da presença de comunidades gregas nesta região que deixaram exemplos da religião cristã ortodoxa em igrejas e mosteiros, como é o casa da aldeia de Mustafapasa.

A área é extensa sendo necessário pelo menos dois dias para visitar os locais mais populares.

Um dos percurso, a norte de Goreme, passa pelo Love Valley, inclui Goreme Open Air Museam Çavusin, Zelve, Urgup, Uçhisar. Pode-se ainda visitar Mustafapasa e o mosteiro de Cemil.

Zelve destaca-se pelo castelo, muito semelhante ao de Uçhisar, mas com o atractivo de se poder encontrar uma casa tradicional escavadas na rocha, habitada por um simpático casal, que para além de mostrar o interior da habitação serve uma refeição ligeira composta por gozleme, ayran, e uns legumes apanhados na horta na hora de servir.

Mustafapasa, uma pequena e pacata vila, mostrou-se um agradável local para descansar neste intenso itinerário, oferecendo um conjunto de mosteiros construídos durante a presença de Ortodoxos Gregos nesta região, destacando-se os elaborados trabalhos de cantaria nas igrejas mas também em alguns dos edifícios da povoação.

O Mosteiro de Cemil, um pouco afastado da rota mais popular, e tem à entrada o guarda, simpático e prestável, que falando um inglês razoável se mostra desejoso de dois dedos de conversa para quebrar a monotonia de estar longe de tudo somente na companhia da resmungona esposa. No fim da visita somos convidado a sentar para um chá e mais umas explicações sobre o mosteiro. Apesar de obras recentes, os frescos de motivos religiosos, que ainda restam no tecto e paredes da igreja, não foram recuperados, encontrando-se vandalizados e sujos e que semente com uma lanterna é possível ter uma ideia da sua beleza.

Mesmo não visitando exaustivamente todos estes locais, o passeio ao longo das estradas e através das povoações é por si só interessante, pelas paisagens típicas da Cappadocia, áridas e rochosas, onde o tempo esculpiu as rochas dando-lhes formatos orgânicos e por vezes bizarros.

O segundo percurso com mais quilómetros, onde é recomendável começar cedo passa por: Derinkuyu, Belisirma, Ihlara Valley e Mosteiro de Selime.

Em Derinkuyu é possível visitar a cidade subterrânea, uma sequência de túneis e escadas que ligam átrios, habitações, estábulos, escola e igreja dispostas neste labirinto, que chega aos cinco pisos, e onde se sente a pressão, física e também psicológica, à medida que se vais descendo pelos estreitos e baixos corredores.

Esta cidade subterrânea, serviu de refúgio a Gregos, Cristãos, Zoroastrianos e a Bizantinos, que aqui se refugiaram durante as ocupações muçulmanas e mongóis, protegidos por pesados portas de pedra, de formato circular, capazes de deslizar e bloquear acesso a esta cidade debaixo do solo, com capacidade para albergar vinte mil pessoas.

 

Ilahra Valley pode ser visitado a pé ou seguindo até Belisirma e na direção da povoação de Ilahra é possível ter uma vista ampla sobre o vale arborizado que se desenvolve num canyon de rochas avermelhadas. A massa verde de árvores que ocupa o vale, alimentada por um delicado rio, surge um pouco como um oásis no meio da paisagem seca e rochosa onde nas zonas mais planas domina a plantação de cereal, mas que nesta altura do ano já foi colhido, deixando uma rasteira vegetação amarelada.

Mas é o Mosteiro de Selime (Selime Katedrali) que oferece o melhor espetáculo, com o vasto conjunto de edificações escavadas na rocha que para além de uma igreja e uma catedral dispõem de várias instalações necessárias ao funcionamento do mosteiros, como dormitórios, cozinha, armazém, estábulos, adega, refeitórios, etc… E daqui também se tem uma visão ampla sobre o vale e a povoação vizinha, onde as casas construídas em pedra e outras escavadas na rocha.

Nota importante: para regressar a Goreme a melhor opção, depois de visitar o Mosteiro de Selime, é voltar pelo mesmo caminho ou seja novamente para Ilhara, pois seguindo para norte em direção a Nevsehir, é necessário percorrer mais de 60 km pela autoestrada, o que está longe de ser uma experiência agradável para que está numa periclitante scooter.

Love Valley
Love Valley

 

Zelve
Zelve

 

Urgup
Urgup

 

Cappadocia
Cappadocia

 

Mosteiro de Selime (Selime Katedrali)
Mosteiro de Selime (Selime Katedrali)

 

Mosteiro de Selime (Selime Katedrali)
Mosteiro de Selime (Selime Katedrali)

 

Mosteiro de Selime (Selime Katedrali)
Mosteiro de Selime (Selime Katedrali)

 

Mosteiro de Selime (Selime Katedrali)
Mosteiro de Selime (Selime Katedrali)

 

Mosteiro de Selime (Selime Katedrali)
Mosteiro de Selime (Selime Katedrali)

 

Mosteiro de Selime (Selime Katedrali)
Mosteiro de Selime (Selime Katedrali)

 

Cappadocia_Selime Katedrali_DSC_0757
Mosteiro de Selime (Selime Katedrali)

 

Mustafapasa
Mustafapasa

 

Mustafapasa
Mustafapasa

 

Ilahra Valley
Ilahra Valley

 

Ilahra Valley
Ilahra Valley

 

Belisirma
Belisirma

 

Belisirma
Belisirma

 

Belisirma
Belisirma

 

Belisirma
Belisirma

Onde ficar:

Goreme é um bom ponto de partida para explorar a região, assim como Uçhisar, situada a poucos quilómetros.

Onde comer:

Existem vários restaurantes ao longo deste percurso, seja junto às zonas mais turísticas seja mesmo nas povoações próximas. Contudo Zelve, ficou na memória pelo caseiro gozleme de queijo. Para lá chegar, passa-se o castelo e continua-se o caminho pedonal, seguindo uma toscas placas de madeira indicando “tradicional house”.

Em Derinkuyu, à entrada da cidade subterrânea existem vários restaurantes ao ar livre, servindo apetitosos gozleme com diferentes recheios para além de outra especialidade turcas.

Belisirma tem também muitos restaurante situados junto ao rio, num ambiente mais bucólico oferecido pelo som da pequena linha de água que atravessa o vale e pelas árvores que refrescam o ar quente e seco da Cappadocia.

Gozleme saboreado em Zelve
Gozleme saboreado em Zelve

Transportes:

A melhor forma de conhecer a região é alugando uma scooter. Custo: 80TL por dia.

Mapas são fornecidos pelas guest houses, hotéis e agências de viagens.

Em alternativa existem três percursos organizados pelas agência de turismo que cobrem os principais pontos de interesse da região.

É possível utilizar autocarros públicos com destino a Urgup, Nevsehir, Ihlara, Avanos e Kayseri, para aceder a alguns destes locais, sendo a paragem na estrada principal da Goreme, um pouco abaixo do terminal de bus, quase em frente ao único banco da povoação… horários incertos e nenhuma informação na paragem e autocarros, sendo necessário pedir informações à população local.

Custo:

Em todos os locais e necessário pagar um bilhete de entrada que varia entre 10 TL (Mosteiro de Selime) e 20 TL (cidade subterrânea de Derinkuyu), incluindo o Ihlara Valley, onde também é cobrada a entrada para percorrer a pé o vale.

O mosteiro de Cemil por estar mais longe da rota turística custa somente 5 TL.

Deixar uma resposta