Sigiriya e a subida à Lion Rock

Sigiriya não estava na “lista”… demasiado caro, demasiado turística, sendo o local mais visitado do Sri Lanka. Mas nem tudo acontece como planeado, e o facto de em Dambulla ter encontrado um confortável poiso, a estadia prevista de uma noite estendeu-se por duas. E o facto da entrada das Cave Temples de Dambulla ser gratuita, criou um espécie de necessidade de usar o dinheiro e o tempo de forma “útil”. Assim, pela proximidade impôs-se quase naturalmente a visita a Sigiriya, ao quase se juntou um certo desafio por subir os 200 metros que separam o topo da rocha do terreno circundante.

Lion rock. Sigiriya
Lion rock. Sigiriya
Sigiriya
Sigiriya
Sigiriya
Sigiriya
Lion rock. Sigiriya
Lion rock. Sigiriya
Sigiriya
Sigiriya

O balanço foi pouco satisfatório, maioritariamente pelo elevado numero de visitantes, que não permitiu disfrutar do espaço, mas essencialmente pelo comportamento de algumas pessoas, que desrespeitando o facto de ser um local sagrada para os budistas, pois chegou a ser um mosteiro, não se privam de fumar ou beber cerveja, práticas que são proibidas no local.

A subida está sujeita a alguma tensão com os empurrões e o desrespeito pela ordem da fila; no topo o ambiente é de euforia para encontrar o melhor local para tirar as selfies… mas nem tudo foi negativo. A chegada ao topo, onde deslizava uma suave brisa capaz de arrefecer o corpo suado da subida, que nada tem de difícil mas onde o calor tropical faz pesar o corpo.

Lion rock. Sigiriya
Lion rock. Sigiriya
Lion rock. Sigiriya
Lion rock. Sigiriya
Lion rock. Sigiriya
Lion rock. Sigiriya
Lion rock. Sigiriya
Lion rock. Sigiriya
Lion rock. Sigiriya
Lion rock. Sigiriya

Descansando sob a sombra protetora de uma árvore, assistiu-se à subida suave da neblina que turvava o horizonte, trazendo definição aos contornos das montanhas que ao longe forma uma barreira. Olhando nas restantes direções a paisagem de um verde tropical rasgada aqui e além pelo vermelho ferroso do solo, estende-se numa infinita planície.

View from Lion rock. Sigiriya
View from Lion rock. Sigiriya
View from Lion rock. Sigiriya
View from Lion rock. Sigiriya
View from Lion rock. Sigiriya
View from Lion rock. Sigiriya
View from Lion rock. Sigiriya
View from Lion rock. Sigiriya

Com o avançar da manhã, que trouxe consigo um céu azul e um sol brilhante, afastando a neblina e fazendo a temperatura subir, a Lion Rock assistiu serena à debandada da maioria dos visitantes, proporcionado um calmo passeio pelo local onde se podem apreciar as ruínas do que outrora foi o palácio do Rei Kasyapa que em meados do século I D.C fundou aqui a capital do Reino.

Palace ruins at the top of Lion Rock. Sigiriya
Palace ruins at the top of Lion Rock. Sigiriya
Palace ruins at the top of Lion Rock. Sigiriya
Palace ruins at the top of Lion Rock. Sigiriya
Palace ruins at the top of Lion Rock. Sigiriya
Palace ruins at the top of Lion Rock. Sigiriya
Lion rock. Sigiriya
Lion rock. Sigiriya
Palace ruins at the top of Lion Rock. Sigiriya
Palace ruins at the top of Lion Rock. Sigiriya

 

Sigiriya Ticket:

Como todo o Património Classificado pela UNESCO no Sri Lanka, Sigiriya tem também um elevado custo de entrada, 4200 LKR, o que equivale a 27€, muito mais caro do que um bilhete para visitar o Museu do Louvre (15€) ou o Museu do Vaticano (16€).   O que faz da visita aos locais históricos/turísticos do Sri Lanka, como por exemplo Sigirya, Polonnaruwa ou Anuradhapura, mais cara do que os mais famosos locais da Europa.

A população local paga um valor irrisório, no caso de Sigiriya é de 50 LKR, equivalente a 0.30€) ou tem por vezes direito a entrada gratuita, como é o caso do Buddha Tooth Relic Temple, em Kandy.

O elevado valor serve para preservação dos locais, não estando disponível informação relevantes no local, nem sendo distribuída qualquer brochura ou mapa que permita uma melhor interpretação do local.

Para além da questão da descriminação no preço dos bilhetes, entre população local e estrangeiros, que pode ser até certo ponto aceitável, os valores cobrados aos visitantes são deveras elevados, por vezes 90 vezes mais caros!!!!!… e tudo isto subsidiado pela UNESCO, que por sua vez é financiada por dezenas de países, entre eles os países dos “estrangeiros” que visitam o Sri Lanka!!!

Sigiriya Ticket: 4200 LKR (30$)

Sigiriya Fee
Sigiriya Fee
Sigiriya Ticket
Sigiriya Ticket

Para quem está com orçamento limitado não faz sentido nenhum subir à Lion Rock, sendo preferível subir e visitar a Pidurangala que custa 500 LKR, e de onde se tem um bom ponto de observação da paisagem, e uma vista privilegiada para a Lion Rock.

Para se alcançar Pidurangala, estando de frente para a entrada da Lion Rock é necessário caminhar para a esquerda e caminhar cerca de 15 minutos, seguindo as setas. No percurso passa-se a entrada Norte da Lion Rock, e aí virar à esquerda até chegar a uma zona onde alguns tuk-tuks esperam.

Way to Pidurangala. Sigiriya
Way to Pidurangala. Sigiriya
Way to Pidurangala. Sigiriya
Way to Pidurangala. Sigiriya

 

Melhor altura do dia para visitar Sigiriya:

De acordo com os guias turísticos a melhor altura para visitar a Lion Rock é de manhã cedo, e como este é um conselho seguido por muita gente faz com que “de manhã cedo” seja a altura mais concorrida do dia, com o pico de afluência entre as 9h e as 10h… pelas 11 horas nota-se um decréscimo significativo de visitantes, com muitos a descer e a encaminharem-se para os autocarros de turismo, deixando de haver fila para entrar ou para subir a escadas de acesso à Lion Rock.

A alternativa é chegar antes dos grandes grupos de excursões, que geralmente vêm de Kandy e que chegam perto das 9h, ou seja, chegar ao local na hora de abertura. Esta opção tem o inconveniente de por vezes as manhãs serem um pouco nubladas o que não permite uma visão clara da paisagem em redor.

Quanto ao calor, argumento apontado para se ir cedo, é um pouco indiferente dado que mesmo de manhã as temperaturas são suficientemente elevadas para deixar qualquer um a pingar suor com a caminhada para atingir o topo da rocha.

Por tudo isto, a melhor altura é ir chegar depois das 11 horas… e quem estiver interessado pode começar cedo por visitar Pidurangala e só depois encaminhar-se para a Lion Rock… pois é uma subida fácil por escadas e rampas.

Entrance. Sigiriya
Entrance. Sigiriya
Lion Rock. Sigiriya
Lion Rock. Sigiriya

Onde dormir em Sigiriya:

Em volta da zona arqueológica existem muitas opções desde hotéis, resorts, boutique hotel, guest houses, etc…

A opção foi ficar em Dambulla, onde os preços são mais baixos, e onde se tem facilmente acesso às Cave Temple, na familiar e agradável Gold Rock Guest House. Do Dambulla Bus Terminal, a cerca de 1.5 quilómetros partem autocarros directos para Sigiriya, de 30 em 30 minutos. Em frente à entrada principal do Cave Temples passam autocarros que param no Dambulla Bus Terminal que facilitam esta deslocação.

Gold Rock Guest House

Address: 45, Kandy Road, Dambulla

Contact: 066 2248 114, 71 118 8958

Email: [email protected]

Quarto para uma pessoa, com casa de banho: 1000 LKR

No Wi-fi

(link)

Onde comer em Sigiriya:

Junto à bilheteira existe uma cafetaria. Não existem vendedores ambulantes de comida em Sigiriya. À saída de Sigiriya, caminhado na direção da estrada nacional (Anuradhapura Road) encontram-se alguns restaurantes servindo comida local e internacional a preços inflacionados.

Assim a melhor opção foi comprar comida antes de inicial o passeio, e saboreá-la no topo da Lion Rock. No interior do Dambulla Bus Terminal existem várias lojas que vendem rotis, chamussas e outros snacks que podem facilmente ser embalados para takeaway e servir de refeição. Na Kandy Road entre o terminal de bus e a Clocktower, encontram-se alguns restaurantes que oferecem um pouco mais de variedade, com hoppers e string hoppers recheados com uma mistura de côco e açúcar.

sweet string hoppers (lavariya). Dambulla
sweet string hoppers (lavariya). Dambulla

Como ir de Dambulla para Sigiriya:

Do Dambulla Bus Terminal partem autocarros de 30 em 30 minutos, desde as 6 a.m. até 6 p.m., com destino final Sigiriya.

Bus Ticket Dambulla – Sigiriya: 40 LKR

A viagem de bus demora 1 hora para fazer os 18 quilómetros que separam os dois locais.

O autocarro deixa os passageiros a uma curta distância da entrada, cerca de 10 minutos de calma caminhada, de onde se pode ir vendo a Lion Rock.

Este autocarro tem uma paragem na estrada nacional (Trincomalle-Dambulla) pelo que vem de autocarro não tem necessariamente que ir até Dambulla, podendo apanhar este autocarro à entrada da Sigiriya Road (Inamaluwa Junction), que liga a estrada nacional à Lion Rock.

Dambulla Bus Terminal
Dambulla Bus Terminal
Bus from Dambulla to Sigiriya
Bus from Dambulla to Sigiriya
Bus from Dambulla to Sigiriya
Bus from Dambulla to Sigiriya

Como ir de Sigiriya para Dambulla:

Abandonando a Lion Rock, e caminhado de volta à estrada principal, ou seja caminhado primeiro para Sul e depois para Este.

Na estrada principal não existe numa indicação de paragem, mas basta esperar junto à berma pelo autocarro de regresso a Dambulla.

Bus from Dambulla to Sigiriya
Bus from Dambulla to Sigiriya

Deixar uma resposta