Ngwe Saung… uma amostra das praias de Myanmar

Deixando para trás o ritmo urbano de Yangon temos pela frente quilômetros de planícies onde o verde dos campos de arroz é interrompido aqui e ali pelas espelhadas águas de uma lagoa ou por um rio espraiado, de águas barrentas. Durante horas uma monótona paisagem rural desfila pela janela do autocarro, onde pequenos grupos de casas feitas de bambu quebram a monotonia, revelando um estilo de vida onde nada parece ter mudado no último século.

Mas a última parte da viagem, a poucos quilómetros da costa, uma sucessão de colinas ergue-se entre a planície e o mar, obrigando a estrada serpentear e a estreitar-se. Mas esta quebra na monótona planície não traz uma imagem agradável. Aqui e ali erguem-se isoladas árvores de imponente porte, atestando a existência, outrora, de uma densa e diversificada floresta, onde o negócio das madeiras deixou o terreno livre à plantação maciça da árvore-da-borracha (seringueira) para suportar a industria do látex.

DSC_2294
Ngwe Saung Beach, Myanamr

Ngwen Saung … um pequeno ponto no mapa de Myanmar, que antes nada mais era do que uma pequena vila piscatória junto a um longo arwal virado para as águas da Baía de Bengal, está a tornar-se em mais uma área de resorts, competindo com Ngapali ,localizada uns quilómetros mais a Norte.

Mas apesar de ser um lugar orientado para o turismo, onde a pesca se tornou uma atividade secundária, Ngwe Saung ainda oferece um extenso areal quase vazio, atraindo tanto estrangeiros com birmaneses, que escolhem este local como escapadela de fim-de-semana ou umas férias românticas em registo de lua-de-mel. Mas apesar de dominarem os resorts, modernos e sofisticados, localizados ao longo da costa, é possível encontrar alojamento a preços razoáveis (tendo em conta os padrões de Myanmar) que não excluem o turismo backpacker, que pode encontrar nas águas calmas e mornas e na praia quase vazia de Ngwe Saung, um lugar para relaxar.

A areia plana deixada pela maré-baixa é usada pela população local como uma espécie de atalho entre as aldeias próximas, oferecendo uma agradável alternativa à estrada, fazendo com a tranquila paisagem seja atravessada por motos e cavalos.

DSC_2292
Ngwe Saung beach
DSC_2303
Durante o dia grupos de mulheres caminham pela praia de Ngwe Saung vendendo peixe, lulas e camarões grelhados… e espalhando amigáveis sorrisos
DSC_2286
Com o pôr-do-sol grupos de homens reúnem-se para jogarem chinlone, um desporto tradicional de Myanmar, mas que já se espalhou um pouco pelo países do sudoeste Asiático

Não há muito a fazer ou ver em Ngwe Saung, e as duas aldeias próximas, não têm muito mais a oferecer do que restaurantes e lojas de souvenirs em ruas poeirentas onde galos e galinhas debicam o chão. Pelo que o melhor é relaxar e apreciar os quase dez quilômetros de praia, onde a maré-baixa revela um areal acinzentado, de padrões ondulados pela suavidade das ondas.

Mas à medida que o sol desce no horizonte, o ar torna-se mais fresco convidando a longas caminhadas pela praia, molhando os pés nas águas mornas trazidas pela suave ondulação, enquanto se aprecia os cambiantes de luz e de cores da vegetação tropical que envolve a praia… ou então juntar-se a um dos grupos de homens que jogam chinlone, um jogo tradicional birmanês, jogado com o pés e uma bola de bambu.

Ngwe Saung
Ngwe Saung
DSC_2273
Ngwe Saung

 

Onde dormir em Ngwe Saung:

Apesar de estar focado no turismo estilo sofisticado estilo resort, ainda é possível encontrar em Ngwe Saung alojamento a preços razoáveis para backpackers (tendo em conta os valores cobrados a estrangeiros em Myanmar).

Uma das opções é o Forest Home Resort, onde a palavra resort não é o melhor para catalogar um grupo de bungalows dispostos ao longo de uma encosta. Os bungalows são grandes, modernos e muito limpos, e o pequeno-almoço está incluído, variando entre comida continental e comida

. O staff é simpático e prestável, e tanto scooters com bicicletas estão disponíveis para alugar.

O nome de Forest Home Resort transporta-nos para imagem de uma zona de vegetação densa e sombria… mas da floresta já nada resta, e o que agora existe é uma área seca, exposta ao intenso sol.

Um quarto duplo, com casa-de-banho (sem água quente), incluindo pequeno-almoço, são cerca de 20 USD, dependendo da duração da estadia e capacidade de cada um para regatear o preço.

Não há wi-fi.… e somente durante a noite há energia elétrica, fornecida por gerador.

Para reservar o melhor é contactar por mensagem pelo fb: https://www.facebook.com/FOREST-HOME-Resort-1428700997435689/

IMG_2171
Forest Home Resort, Ngwe Saung
IMG_2158
Forest Home Resort, Ngwe Saung
IMG_2170
Forest Home Resort, Ngwe Saung

Onde comer em Ngwe Saung:

Na povoação de Ngwe Saung existem muitas opções em termos de comida, desde os restaurantes que pertencem aos hotéis e resorts, servindo comida birmanesa e internacional, até aos restaurantes mais simples que servem variações de pratos de arroz e noodles, mas onde o marisco domina o menu, mas onde é também comum o peixe

Perto do Forest Home Resort, encontra-se um discreto restaurante com preços acessíveis. O espaço não tem um nome em caracteres ocidentais, mas da praia é visível uma pequena cabana sobre pilares, localizada na área pertencente ao Shwe Hin Tha Resort (Silver Coast Beach Resort).

Em frente à “Lovers Island” uma grande rocha formando uma ilha quando a maré está cheia, existe um grupo de pequenas “barracas” com chapéus-de-sol e cadeiras, que servem comida e bebidas, e onde também é possível comer peixe e camarões grelhados que mulheres e crianças vendem ao longo da praia… ou simplesmente beber um côco!

Como chegar a Ngwe Saung:

A praia de Ngwe Saung está localizada na costa oeste de Mianmar, a cerca de 260 quilómetros de Yangon, cerca de 5 horas de autocarro. A estrada de Yangon até Pathein é plana e o autocarro e a viagem corre suavemente, com algumas paragens para descansar e comer (geralmente 30 minutos cada). Mas a partir de Pathein até Ngwe Saung, a estradas atravessa uma zona de colinas, tornando-se estreita e com curvas com que os últimos 50 quilómetros pareçam mais longa que o resto da viagem.

A maioria dos autocarro de longa distância partem de Aung Mingalar Bus Terminal, mas se o seu destino é a costa oeste, como Ngwe Saung ou Ngapali, por exemplo, o autocarro provavelmente partem do terminal de Dagon Ayeyar Highway Bus Station.

O Dagon Ayeyar Bus Station situa-se a aproximadamente 22 quilômetros para Oeste do centro de cidade de Yangon, no lado esquerdo da estrada Yangon-Pathein (depois de cruzar o rio Yangon). Um táxi de Yangon até Dagon Ayeyar Bus Station custa cerca de 8.000 kyats.

  • O autocarro da estação de autocarro da estrada de Dagon Ayeyar Bus Station até Ngwe Saung custa 9.000 kyats, e parte por volta das 7 a.m.
  • Em alternativa há também um autocarro que parte diáriamnete da estação de comboios de Yangon, na frente das agências de viagens situadas no lado oposto do edifício da estação. O bilhete de ida e volta custa 18.000 kyats (Asia Dragon Tours) e o autocarro parte de Yangon no 5.30 a.m … é um pequeno autocarro não muito confortável, mas tem a vantagem e poupar uma viagem de táxi até ao terminal de bus, e de se situar a uma distância razoável para ser feita a pé para quem fica alojado na downtown de Yangon.
Asia Dragon... one of the bus companies that have buses to Ngwe Saung that departure from the ground in front of the Train Station
Asia Dragon… one of the bus companies that have buses to Ngwe Saung that departure from the ground in front of the Train Station

Onde bilhetes de autocarro em Yangon:

Ver post anterior: https://steppingoutofbabylon.com/en/2017/03/yangon-eat-sleep-and-move-around/

To buy bus ticket in Yangon: on the ledt side is the train station and on the right side are located the offices from ticket agents and bus companiesTo buy bus ticket in Yangon: on the ledt side is the train station and on the right side are located the offices from ticket agents and bus companies

Como sair de Ngwe Saung:

Os autocarro de Ngew Saung para Yangon partem por volta das 12 horas, e por regra recolhem os passageiros junto aos respectivos hotéis ou resorts.

Deixar uma resposta