Ogoh-ogoh… o desfile dos maus espirítos

posted in: Indonésia | 0

Que descanso!!!!… após a algazarra do desfile dos OgohOgoh, o dia do Nyepi começar silencioso com o céu de um azul intenso decorado com nuvens brancas, envolvendo a turística povoação de Ubud, no coração da ilha de Bali, a única das ilhas que compõem a Indonésia onde domina a religião hindu.

De acordo com o calendário Saka, o ano novo é comemorado com um dia de silêncio, o Nyepi, quando todos os habitantes da ilha ficam em casa, todas as lojas e restaurantes estão fechados, não é permitido circular nas ruas a pé ou de carro, a actividade em casa é reduzida ao mínimo, as luzes são apagadas, não há música, TV ou rádio, e até mesmo o aeroporto de Bali é encerrado durante 24 horas. Essas regras são aplicadas a todos os que permanecem na ilha durante este dia, independentemente da religião ou nacionalidade, com os Pecalang, uma espécie de polícia civil, a patrulha as ruas para garantir que estas regras são respeitadas.

Mas o dia antes Nyepi está é agitado e barulhento com o desfile dos Ogoh-ogoh. Estátuas representando demônios são construídas pela população local em todas as povoações da ilha, simbolizando o mal e os espíritos malignos responsáveis pelas doenças e misérias.

Os Ogoh-Ogoh são transportados sobre uma estrutura de bambu, carregada em ombros, pelas ruas das povoações, geralmente por homens e adolescentes, desfilando em frente aos templos, onde executam uma espécie de dança ao som da gamelan, a orquestra tradicional Balinesa. Entre vozes, gritos, as ruas enchem-se de excitação à medida que chegam estes demónios, feitos de espuma, resina e esferovite.

No final do dia, antes da meia-noite os bonecos de formas demoníacas, semi-humanas semi-animais, são desmanchados e queimados, como que um ritual de purificação, ao qual se segue 24 horas de silêncio em toda a ilha de Bali… para não acordar os maus espíritos!!!

Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali
Ogoh-Ogoh Parede, Bali

Em casa, antes do desfile dos Ogoh-ogoh, a família junta-se a circula pela casa, gritando e fazendo barulho com pratos metálicos, numa tentativa de afastar os espíritos malignos, deixando para trás um rasto do cheiro de paus de bamboo queimado.

O dia antes do Nyepi, é ocupado com diversos rituais em torno dos templos, com a população a entregar complexas oferendas, feitas de flores e frutas, participando em longas e complexas cerimónias, onde os estrangeiros não são permitidos mas onde a música do gamelan, está presente com o seu melodioso som onde sobressai o ritmo do xilofone.

Os sarongs festivos das mulheres, as garridas cores da kebaya, (uma espécie de camisa que é usada com uma faixa atada à cintura), e o cabelo decorado com plumélias, flores que são o símbolo da ilha, contrastam com a indumentária mais sóbria dos homens, com sarongs com padrões de batik em cores escuras, camisa branca e o udeng, um lenço atado de forma elaborada à cabeça, e que faz parte da forma de vestir tradicional de Bali, e que continua a ser usada quotidianamente por muitos homens.

Offerings that can be find every where, streets and houses
Oferendas colocadas em frente às casas, com flores e comida Ubud, Bali
Special offerings for festivals
Oferendas colocadas nas ruas em frente à entrada de lojas e casas, com flores e delicadas decorações feitas em bambu. Ubud, Bali
Bali_Nyepi_ogoh-ogoh_DSC_3376
Mulheres vestindo sarong e kebaya, carregando elaboradas oferendas que são entregues no templos, mas onde os estrangeiros não podem entrar. Ubud, Bali
Bali_Nyepi_ogoh-ogoh_DSC_3384
As flores da plumélia são as mais populares em toda a ilha na decoração de templos e são também usadas por homens e mulheres durante os rituais religiosos. Ubud, Bali
Special offerings during the festival
Oferendas colocadas nas ruas em frente à entrada de lojas e casas. Ubud, Bali
Rituals in front of the temples
Rituais que incluem a representação de animais, que juntamente com as oferendas carregadas pelas mulheres fazem parte dos rituais que antecedem o Nyepi, o dia do silêncio em Bali. Ubud, Bali
Bali_Nyepi_ogoh-ogoh_DSC_3496
Indumentária para os dias de festival, sem a qual não se pode entrar nos templos. Ubud, Bali
Bali_Nyepi_ogoh-ogoh_DSC_3524
caixas feitas de fibra de bambu, com as oferendas a depositar nos templos no ultimo dia do ano, segundo o calendário Sasak. Ubud, Bali
Bali_Nyepi_ogoh-ogoh_DSC_3400
Rituais em frente aos templos no dia anterior ao Nyepi. Ubud, Bali

Informações práticas sobre o desfile Ogoh-ogoh em Ubud:

O desfile Ogoh-ogoh começa às 5 da tarde, mas duas horas começam a reunir-se em frente aos templos os diferentes grupos carregando as estátuas dos demónios. A parada termina por volta das 9 da noite, depois do desfile pelas ruas de Ubud, com todos os Ogoh-ogoh a encaminharem-se para o Monkey Forest Temple, onde são queimados por volta das 11 da noite.

O desfile passa por várias ruas de Ubud, mas o centro de toda a actividade é ao longo da Jalan Hanoman próximo da Pura Padang Kerta (templo Padang Kerta).

Mas o festival começa três ou quatro dias antes, com várias cerimônias nos templos, e a colocação de elaboradas oferendas, de flores, arroz, carne, côco, etc… nas ruas e no interior das casas.

Não é permitida a entrada de estrangeiros nos templos durante este período, mesmo que se use o traje tradicional balinês com sarong, kebaya, udeng…

Deixar uma resposta