Bich Dong Pagoda

>

Apesar do primeiro impacto negativo, Ninh Binh revelou-se uma boa surpresa, não pela cidade mas pelos motivos de interesse que se encontram a curta distância.

Depois de nos informarmos junto do rapaz que estava à frente do hotel, e que nos forneceu preciosas informações, alugámos uma mota e decidimos reservar esse dia para visitar Tam Coc e Bich Dong Pagoda.
A primeira paragem foi Bich Dong Pagoda, ou em português pagode que não é mais do que um templo dedicado ao culto budista, onde no seu interior, se encontra um altar com imagens de Buda; dependendo da importância do local e frequente encontrar um tambor, um sino ou um gongo que são usados durante as cerimónias.
Não é preciso pagar para visitar Bich Dong, somente é cobrada uma pequena tarifa para estacionar a mota; apesar da insistência de algumas vietnamitas que se encontram no local para servir de guia, não é necessário, pois o local é pequeno e tem indicações…. se bem que escritas em vietnamita!
Depois de visitarmos o templo principal, percorremos uns trilhos que no levaram a zonas ainda mais bonitas; à medida que íamos subindo a montanha fomo-nos apercebendo da beleza da paisagem que tínhamos percorrido de mota, onde tom escuro das rochas contrasta com o intenso verde dos campos de arroz.

Deixar uma resposta