Jaipur: Explore’s Nest guesthouse

Na confusão citadina de Jaipur encontramos o refugio perfeito na gesthouse do senhor Arvind e da esposa Shoma, onde fomos muito bem recebidos. Situada perto da Pink City e da MI Road, que é a avenida principal do centro da cidade onde se encontram os principais serviços e comércio mais sofisticado, mas numa pequena rua que nos resguarda da confusão de trânsito e ruído da cidade.

http://www.jaipurbedbreakfast.com/

Vinha-mos por uns três dias mas acabamos por ficar seis. junto do senhor Arvind obtivemos muita preciosas informações sobre o que visitar na cidade e nos resto no estado do Rajastão, e sobre a melhor formas de nos deslocar-mos. Graças ao seu razoável inglês percebemos um pouco melhor a forma como funciona a aquisição de bilhetes de comboio, quais as melhores classes para viajar de comboio, como negociar o preço de um rickshaw ou de um tuk-tuk (também chamados de auto rickshaw), o preço da fruta, etc…

Explorers Nest guesthouse
Explorers Nest guesthouse
Explorers Nest guesthouse
Explorers Nest guesthouse
Explorers Nest guesthouse
Explorers Nest guesthouse
Explorers Nest guesthouse
Explorers Nest guesthouse

Tem-se uma ideia de que na India falam inglês com facilidade, mas na realidade, tirando as pessoas das classes mais altas ou as que estão ligadas ao turismo, é difícil trocar algumas palavras para além dos habituais “hello”, “where are you from” e o preço dos produtos. Mesmo para pedir algum informação ou a indicação de algum caminho é preciso escolher bem a “vítima”, de preferência entre pessoas novas, rapazes, pois as raparigas são mais envergonhadas, e de preferência vestidos com roupas mais limpa.

Curiosamente, pelas ruas da Pink City fomos abordados por alguns rapazes que para além do inglês sabiam falar espanhol.

As nossas deambulações pela Pink City, a parte histórica de Jaipur, chegamos à parte mais a Este do centro da cidade, onde deparamos com uma mudança significativa nas pessoas que enchiam as ruas: muitas mulheres de véu, muito homens com homens de túnicas brancas e o característico taqiyah, com que os islâmicos cobrem a cabeça. Estávamos claramente na área muçulmana da Pink City, com mesquitas e madrassas em cada quarteirão. Um ambiente contrastante om a parte mais hindu da cidade antiga.

Templo Hindu. Pink City
Templo Hindu. Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City
Pink City. Vendedores de paan
Pink City. Vendedores de paan. O paan consiste numa pasta preparada com noz de areca (o fruto de uma palmeira) que é espalhada sobre uma folha de bétula, enrolada e colocada na boca para ir sendo lentamente mastigada e cuspida, deixando os dentes avermelhados e as caracteriticas cuspidelas vermelhas que se vêm pelas ruas…..monumentos, templos, autocarros, Rickshaws, Tuc-tuc. Todo o lado.
Pink City. Vendedores de paan
Pink City. Vendedores de paan
Pink City
Pink City
DSC_7373
Pink City
Templo Hindu. Pink City
Templo Hindu. Pink City

4 Responses

  1. Paula Bombas

    Muito interessante esta viagem que estou a fazer convosco, mesmo que à distância.
    Um mundo tão diferente daquele nos é mostrado nos folhetos dos operadores turísticos, mas no fundo muito mais realista.
    A gesthouse tem um ar muito acolhedor e convidativo e acho maravilhoso o aposento que tem as cadeiras forradas e a maravilhosa porta verde de madeira.
    Amo os colares de flores e quase consigo sentir um leve aroma a especiarias.
    Continuem a aproveitar bem e a partilhar connosco estes momentos.
    Paula Bombas

    • Obrigado Paula! Esperemos que consigamos sempre colocar algumas informações acerca dos sitios…..isto é tudo muito intenso e vale apena escrever sobre tudo o que vemos.Espero que esteja tudo bem contigo e a tua familia. Keep in Touch 😉

  2. Teresa Furtado

    Concordo com a Paula não vou estar a referir o mesmo, nesse sitio que parece tão confuso e ao mesmo tempo simplista, onde as “vacas são rainhas” e os apontamentos de côr fazem toda a diferença, aproveitem, beijinhos 🙂

  3. Teresa Furtado

    Bruno as tuas rastas estão enormes 🙂 🙂

Deixar uma resposta