Templos de Bagan

A região de Bagan, foi durante os séculos XI e XIII capital do primeiro reino da Birmânia, datando dessa época os cerca de 3000 templos dispersos pelos cerca de 67 quilómetros quadrados de planície que se estende junto ao Rio Ayeyarwady.

A paisagem envolvente que nesta altura do ano se encontra seca e adormecida, como que expectante pelas primeiras chuvas, com a terra cor de ferrugem pontuada pelo verde pálido das árvores, cria uma atmosfera muito especial em torno dos templos, tornando-os espectadores passivos de um cenário desolado.

Apesar de ser um dos mais importantes pontos de interesse arqueológico da Birmânia, Bagan continua a ter um papel importante em termos religiosos, sendo local de peregrinação da população budista, atraindo milhares de pessoas que aproveitam os dias que antecedem a comemoração do fim do ano, para em família ou em grupos oriundos de vários pontos do país, prestarem homenagem às várias imagens de Buda existentes nos templos, tonando o local num misto de devoção e de festa.

Ananda Pagoda
Ananda Pagoda
Ananda Pagoda
Ananda Pagoda
Ananda Pagoda
Ananda Pagoda
Ananda Pagoda
Ananda Pagoda
DSC_5316
Shwe Gu Gyi Paya
DSC_5325
Shwe Gu Gyi Paya
DSC_5308
Ananda Pagoda, onde durante a tarde muitas pessoas procuram refugio ao calor que sente nas áridas planícies de Bagan, tornando o ar abrasador
Bagan
Bagan

DSC_5352

Rio Ayeyarwady
Rio Ayeyarwady
Rio Ayeyarwady
Rio Ayeyarwady
Rio Ayeyarwady
Rio Ayeyarwady
Khay Min Ga
Khay Min Ga
Khay Min Ga
Khay Min Ga
Khay Min Ga
Khay Min Ga
um dos muitos templos que se encontram ao longo do emaranhado de estradas e caminhos poeirentos que cruzam a aplanicie de Bagan
um dos muitos templos que se encontram ao longo do emaranhado de estradas e caminhos poeirentos que cruzam a aplanicie de Bagan
Khay Min Ga
Khay Min Ga
Bagan
Bagan
DSC_5434
A melhor forma de explorar a zona é de bicicleta, que por “ordem do governo” não podem ter o habitual cesto na frente
Bagan
Bagan
DSC_5442
Com sol a descer no horizonte e a temperatura a diminuir ligeiramente é tempo para jogar este popular jogo, um misto de volei mas jogado com os pés e com uma bola feita de bambu
Khay Min Ga
Khay Min Ga
Bagan
Bagan
Bagan
Bagan
Ananda Pagoda
Ananda Pagoda

Para se ter acesso à zona arqueológica de Bagan é necessário adquirir um bilhete, válido por cinco dias, que custa 15 USD, ou para quem está disposto a pagar em euros apresenta o mesmos valor, ficando 30% mais caro. Inexplicável. O pagamento em kyats que deveria rondar os 15.000 ks, segundo a taxa de câmbio em vigor, fica um pouco mais dispendioso, sendo exigido 16.000 ks,  valor que não se encontra inscrito no bilhete nem em lado nenhum e que é variável em função de-não-se-sabe-bem-porquê… mas como sempre acontece aqui, quando os funcionários são confrontados este tipo de questões, a resposta é sempre a mesma “regras do governo”.

Bilhete de acesso à zona arqueológica de Bagan
Bilhete de acesso à zona arqueológica de Bagan

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *