Viajar em “unreserved” num comboio indiano… de Kohima para Guwahati

Podem dizer que sim, que há lugares reservados no comboio; podem até vender bilhetes onde o numero da carruagem e o nosso lugar estão claramente assinalados… mas não! Não! No comboio das 12.31h (numero 05968, Dibrugarh – Rangiya Special), de Dimapur para Guwahati, não há lugares reservados. É um comboio “unreserved”. Ou seja: é uma luta corpo-a-corpo para conseguir entrar numa das já cheias carruagens, onde bagagem, cotovelos e joelhos são as armas para esta “guerra”.

Train trip Dimapur-Guwahati in unreserved coach
Train trip Dimapur-Guwahati in unreserved coach

Apesar desta viagem entre Dimapur e Guwahati ter coincidido com as eleições regionais do estado de Assam, onde parte das carruagens estavam reservadas para o exército, o que diminui o numero de lugares, o facto de não haver lugares reservados parece fazer parte da normalidade deste serviço. Tanto funcionários como passageiros sabem disto. Eu fui até gentilmente advertida, por um dos funcionários da estação, com as simples palavras “you need to rush to the train”… coisa que achei estranha pois ainda faltam mais de 2 horas… “rush” ?!?!… para quê, pensei eu… mas esta foi uma forma delicada de dizer “fight”!!!

Depois de conseguir entrar no comboio e de, com a ajuda de um prestável passageiro, conseguir arranjar espaço para a mochila, seguiu-se uma árdua jornada de mais de cinco horas e meia, num comboio superlotado, em que as hipóteses de arranjar um lugar sentado eram poucas.

Como se tudo isto não fosse já demasiado penoso, junta-se o clima das planícies de Assam que em Abril é quente e seco, e onde cada paragem do comboio, faz estagnar o ar dentro das carruagens, tornando-as numa espécie de forno, onde os passageiros esperam pacientemente que o comboio arranque de novo e faça entrar ar fresco pelas janelas. Lentamente uma fina camada de pó cola-se discretamente à pele com a ajuda do suor que aos poucos vai deixando as marcas na roupa e um brilho no rosto.

Com sorte, na parte final da viagem lá consegui partilhar um banco de dois lugares com mais outros dois passageiros… e com um pouco de boa vontade lá se arranjou também um pouco de espaço para encaixar uma criança… o que vale é que a maior parte dos passageiros são magros, e a partilha das adversidades fortalece o sentimento de entreajuda.

Pelo meio do corredor do comboio, totalmente atulhado de pessoas e bagagem, vendedores de comida insistem persistentemente em circular por entre os passageiros carregando comida e bebidas: samosas, água, biscoitos, lassi, gelados, amendoins e o refrescante pepino cortado à fatias e condimentado com chilli. É um vai-e-vem incessante de vendedores, apregoando sonoramente os seus produtos, abrindo passagem à força de empurrões e pisadelas, por entre os passageiros que viajam de pé, criando uma constante agitação e não deixando oportunidade para ter algum conforto nesta penosa jornada.

Pela janela chegam imagens de planícies verdes de plantações de arroz e outras de campos secos à espera de chuva, onde a intensidade da luz convida a fechar os olhos.

Dimapur
Dimapur

Como ir de Kohima para Dimapur:

Do terminal de bus de Kohima, comodamente situada no centro da cidade, partem autocarros da companhia estatal, a NST (Nagaland State Transport).

Estranhamente não existe um horário definido para o inicio da viagem, e segundo informações da bilheteira, o autocarro para Dimapur somente inicia o percurso quando estiver cheio. Por isso é necessário comprar o bilhete e esperar. Contudo convém chegar pelas 7 a.m. Apesar de não estar totalmente cheio, a viagem começou, por volta das 7.20 a.m, com cerca de 2/3 dos passageiros. Os autocarros da NST encontram-se em muito mau estado, sujos e com os alguns dos bancos partidos, em especial os que fazem os percursos mais curtos, como é o caso de Kohima-Dimapur.

  • Bus de Kohima para Dimapur: 120 rupias (3 horas)

Mesmo junto ao terminal de autocarros encontra-se uma paragem de táxis facilmente identificável pela concentração de veículos de cor amarela. A viagem em shared-taxi custa 220 rupias e demora 2.5 horas. Os táxis não têm horário fixo e partem assim que estão cheios (o que de manhã não demora muito), funcionando desde as 6 da manhã até ao fim do dia.

A estrada entre Kohima e Dimapur é essencialmente de montanhas, com o ultimo terço do percurso já a ser feito nas planícies de Assam. A estrada tem boas condições de pavimento mas tem troços em obras e outros em muito mau estado o que torna a viagem cansativa, cheia de solavancos.

inside of a NST bus_Nagaland State Transport
inside of a NST bus_Nagaland State Transport

Como ir de Dimapur para Guwahati:

De facto para quem quer poupar dormir uma noite na desinteressante cidade de Dimapur, e pretende seguir directamente de Kohima para Guwahati, não existem opções muito interessantes.

Segundo os horário da Indian Railways o comboio 05968, apesar de não ter carruagens com ar-condicionado ou “sleeper class, tem lugares em 2ª classe. Assim são vendidos bilhetes nas agências de viagem em Kohima, com o número do assento e da carruagem, inscritos claramente num bilhete emitido electronicamente e impresso em papel, que nos é fornecido por estes intermediários, a trabalhar aparentemente de forma honesta, usado o serviço de venda de bilhetes da Indian Railways. Mas quando o comboio chega à estação constata-se que a carruagem para a qual temos o bilhete não existe, e o que vemos é toda a gente a correr para as entradas dos comboios, inviabilizando por vezes a saída dos outros passageiros, para conseguir entrar, carregando bagagem e crianças ao colo.

O autocarro não é um alternativa atractiva para fazer os 250 km que separam as duas cidades, e provavelmente iniciam o percurso de manhã cedo.

Existem mais comboios a fazer este percurso, que partem depois da 16 p.m. mas chegam a Guwahati perto das 10 p.m. o que pode ser pouco agradável para arranjar alojamento, em especial para quem chega a Guwahati pela primeira vez e tem um orçamento limitado.

Nem todos os comboios funcional diariamente.

Mais informação sobre comboios em:

http://indiarailinfo.com/search/685/0/546?date=0&dd=0&ad=0&co=0&tt=0&ed=0&dp=&ea=0&ap=&loco=&drev=0&arev=0&trev=0&rake=&rsa=0&idf=0&idt=0&dhf=0&dmf=0&dht=0&dmt=0&ahf=0&amf=0&aht=0&amt=0&nhf=-1&nht=-1&ttf=0&ttt=0&dstf=0&dstt=0&spdf=0&spdt=0&zone=0&pantry=0&stptype=undefined&raketype=0&cu=undefined&trn=0&q=

Dimapur: NST bus terminal
Dimapur: NST bus terminal

Dimapur:

  • Em Dimapur estação de comboios fica localizada muito próximo do terminal de bus da NST, a menos de 2 minutos a pé;
  • Na estação de comboios existe luggage room, onde é possível deixar a bagagem enquanto se espera pelo comboio. O processo é burocrático e implica apresentação de passaporte e o preenchimento detalhado de um recibo por parte do funcionário. A luggage room fica no mesmo local da parcell office. É obrigatório ter um cadeado, mesmo que seja uma mochila com vários compartimentos e fechos… mas basta um cadeado, a título simbólico! 20 rupias por dia, por bagagem.
  • A estação de Comboios de Dimapur tem também uma Retiring Room, que funciona como alojamento para portadores de bilhete. Desconheço as condições mas pode ser que seja útil a quem chega “fora-de-horas“ e não pretende perder tempo a procurar alojamento em Dimapur.

 

Dimapur: Train station Retiring room fees
Dimapur: Train station Retiring room fees
Dimapur: Train Station: luggage Room
Dimapur: Train Station: luggage Room
  • Para uma refeição rápida recomendo o restaurante situado do lado direito da entrada principal da Estação de Comboios de Dimapur: Hotel Dimapur Shan-e-Punjab… para quem tem saudades da tradicional comida indiana, o dal com chapatti foi delicioso. Para além da comida é um local com condições para relaxar durante uma ou duas horas.
  • Caso se queira um pouco mais de conforto, no extremo norte do cais de passageiros da Estação de Comboios de Dimapur (para quem entra, do lado direito), encontra-se um restaurante da Indian Railways com ar-condicionado.
Dimapur: Hotel Dimapur Shan-e-Punjab, em frente à estação de comboios... para quem tem saudades da tradicional comida indiana
Dimapur: Hotel Dimapur Shan-e-Punjab, em frente à estação de comboios… para quem tem saudades da tradicional comida indiana

Deixar uma resposta