My Son

posted in: My Son, Viet Nam | 0

>

No nosso segundo dia em Non Nuoc Beach, ainda em recuperação após a ruinosa refeição do dia anterior no mercado de Hoi An, fomos visitar My Son, onde se encontram vestígios do que foi uma forte presença indiana na região, referente ao reinado Champa, entre os séculos VII e XIII.

O dia estava particularmente quente, e aceitando novamente as sugestões e os serviços do senhor Hoa, fomos num carro alugado com motorista, por 500.000 VND, pois a distância de cerca de 50 km, era demasiada para se fazer de mota. Foi uma dura viagem de uma hora, num carro muito velho e em mau estado, sem ar condicionado, conduzido zelosamente por um motorista, que não falava inglês e que não andou a mais do que 50 km/h, tudo isto num dia particularmente quente, em que nem o ar que entrava pelas janelas permitia refrescar.

Após a compra do bilhete de ingresso (60.000 VND, por pessoa) dirigimo-nos a pé até ao local onde se encontram as ruínas de templos pertencentes ao império Cham, que se desenvolvem numa zona de selva tropical, onde o som ensurdecedor os insectos intensifica a sensação de calor que se fazia sentir com o aproximar do meio do dia.

O local encontrava-se praticamente deserto. Apesar de interessante, tanto o local como os diversos edifícios carecem de identificação e de informação que permita compreender melhor as suas funções.

Não é necessário muito tempo para visitar o complexo de ruínas; mesmos com frequentes paragens para descansar e nos abrigarmos do calor, em menos de duas horas visitámos os principais locais, ficando de fora as ruínas que se encontravam em pior estado de conservação. Não é necessário guia; no posto de informações vendem-se mapas do local que são suficientes para orientação.

Durante todo o tempo, grandes borboletas de vivas cores, foram a nossa companhia.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *