Sapa, segundo dia

>

 De manhã, logo depois de tomar-mos o pequeno almoço,e com um grande optimismo nas condições metereológicas, alugamos uma moto e fomos explorar o que havia para ver a norte da vila de Sapa.
Alugamos a mota atraves do hotel, por 5$, o dia todo, até ao pôr do sol. Tivemos que pôr gasolina: 20.000 VND, cerca de 1$, que deu para o dia todo.
A primira paragem foi na aldeia de Ta Phing, a cerca de 20 minutos. Esta aldeia é partilhada por duas etnias: Black Hmong e Red Zao. Foramos recebidos logo à entrada por um grupo de mulheres Red Zao, que nos seguiu e guiou durante todo o tempo que andamos pela aldeia, com a intensão de que no fim quisessemos compras algumas das coisas que tinham para vender. Como não compramos nada, ficaram um pouco aborrecidas, até que vislumbraram um novo grupo de turistas e nos abandonaram.
A aldeia situa-se num vale amplo, repleto de campos de arroz e rodeado de montanhas. Este foi o primeiro contacto com as aldeias que iriamos encontrar nos proximos dias, durante o trekking. Parece que estas aldeias pararam no tempo: casas de madeira, galinhas, patos e porcos passeiam-se livremente por entre as casas, os campos são arados com a ajuda de búfalos…
Pelo caminho podemos ainda visitar a cascata Silver Falls já muito perto da fronteira com o Lao. Aqui também se paga para ver a cascata.

 

Da parte da tarde demos mais uma volta pela vila de Sapa e fizemos os preparativos para os próximos dias. Comprámos impermeáveis pois os que tinha-mos levado pareceram-nos insuficientes para a chuvada que tinha-mos visto no dia anterior.
Visto que iamos estar os proximos 3 dias a fazer trekking, aproveita-os para tratar dos bilhetes de comboio de regresso a Hà Nôi.
Devido às festividades em Sapa, tivemos alguma dificuldade em arranjar bilhetes para o comboio nocturno de domingo. Só conseguimos arranjar bilhete para cabines de 6 pessoas, mas ainda assim em soft sleeper, num comboio SP6. Estes comboios são bastante menos confortáveis, mas os bilhetes são mais baratas: pagamos 450.000 VND por pessoa. MAs tivemos muita sorte…. eram os dois ultimos bilhetes!
Como alternativa tinhamos pensado em ir no comboio que parte de manhã de Lao Cai e chega ao fim do dia a Hà Nôi, mas este comboio não tem camas e os assentos são em madeira. Apesar de a viagem prometer ser muito bonita, em termos de paisagem, abandonamos a ideia.
 
 
Mais um restaurante de rua, onde almoçamos. Aqui em Sapa pode-se encontras uma grande variedade de cogumelos, que estão presentem em muitos dos pratos.
 
Mercado de rua em Sapa, onde as mulheres das etnias Hmong e Red Zao vendem artesanato. Quase todas vendem o mesmo, limitando-se a chapeus, malas com bordados, pulseiras e brincos.

Deixar uma resposta