Dao Cheng… parece o Tibet?!

De acordo com os guias turísticos, Dao Cheng não é mais do que uma paragem na rota Tibetian Highway que liga a província de Sichuan a Lhasa, mas a sua localização próximo do planalto Tibetano oferece a quem por aqui se demora paisagens deslumbrantes, de uma aridez selvagem, onde a escassa vegetação se aninha nos vales que são também abrigo para as pequenas povoações.

Apesar da localização e da esmagadora maioria dos habitantes serem de etnia Tibetana, na cidade pouco se encontra desta cultura, tendo quase toda a antiga malha urbana da cidade sido substituída por novas avenidas, largas e de amplos passeios, ladeadas de modernos edifícios imitando o estilo da arquitectura local. Grande cruzamentos ortogonais dominam Dao Cheng, cujo quase inexistente trânsito circula ao ritmo de semáforos e onde os sobrevivente edificios tradicionais resistem nas ruas secundarias muitas ainda por pavimentar.

Ao longos das ruas de acastanhada monotonia, sobressai a presença de grupos de homens e de mulheres, cujas características físicas de corpos altos e robustos, pele escura e rostos de traços fortes. As mulheres usando coloridos aventais de finas riscas que sobressaem dos tons escuros dos longos vestidos e com os homens de pesados casacos sobre os ombros, ou enrolados com as longas mangas em volta da cintura, e chapéus de abas largas sombreando o rosto, destacam da discreta presença chinesa, que apesar de tudo domina o comércio da cidade, onde é tarefa árdua encontrar um local que sirva os tradicionais pratos da gastronomia tibetana.

Observado a calma atmosfera da cidade, com os seus semáforos mudam de verde a vermelho sem que passe um veículo, onde os cães dormem pachorrentamente ao longo dos passeios envoltos na poeira que uniformemente cobre a cidade, onde paira uma atmosfera de estagnação só quebrada pelo anoitecer que trás consigo a música emitidas pelos altifalantes colocados na praça central da cidade onde diariamente e os habitantes locais se reúnem, dispostos em círculos concêntricos, para executar as tradicionais danças tibetanas.

… e o céu, com o seu intenso tom azul e dispersas nuvens brancas, onde luz fere a vista e convida à proteção das sombras, onde o ar é quente e seco e onde, ao mais pequeno esforço físico, a altitude deixa o coração a bater forte no peito.

Dao Cheng
Dao Cheng

Dao Cheng
Dao Cheng

Dao Cheng
Dao Cheng

Dao Cheng
Dao Cheng

Dao Cheng
Dao Cheng

Dao Cheng
Dao Cheng

Dao Cheng
Dao Cheng

Dao Cheng
Dao Cheng

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Dao Cheng
Dao Cheng

Info

Bus from Zhongdian (Shangri-lá) to Dao Cheng:

Departure: 7.30 AM, every day (only one bus a day, so it’s better to buy the ticket one day in advance)

Cost: 109 yuan

Duration: around 11 hours (including stop for lunch).

From Shangri-lá Old Town to Zhongdian Bus Terminal you just need to take the bus number 1 to the bus terminal, for 2 yuan. Note that the buses start around 6.30 in the morning, so if you need to stay in the Bus Terminal early you may need to catch a taxi, which is around 10 yuan.

População: 30.000 habitantes

Altitude: 3753 m

Deixar uma resposta